Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Você está aqui: Página inicial > Laboratórios
Início do conteúdo da página

mestradonuclear

Laboratórios

Laboratório de Hidráulica


Durante o ano letivo são realizadas aulas práticas, em complemento ao ensino teórico das disciplinas de graduação de Hidráulica, Hidrologia, Saneamento e Fenômenos de Transporte e de pós-graduação de Hidráulica Fluvial e de Obras Hidráulicas e Portuárias. Essa instalação contribui para formação dos alunos de graduação em diversos cursos: Fortificação e Construção, Química, Mecânica e Elétrica; e de pós-graduação, nível mestrado, dos cursos de Transportes e Mecânica. Outras instituições de ensino, como a PUC-RJ e a UFRJ, também usam as instalações do laboratório para o desenvolvimento de atividades de ensino e pesquisa.

Os principais equipamentos deste laboratório são: turbina Pelton, turbina Michell-Banki, turbina Francis com e sem caixa espiral, geradores elétricos de 5kW, batedor de ondas, bombas centrífugas, canal aberto de inclinação variável, vários viscosímetros como o Saylbolt, o de Engler, o de Höppler, bocais, vertedouros, tubo de Pitot, molinete, pluviômetro, estação de tratamento de água compacta.

As experiências realizadas com maior frequência no laboratório são: medidas de pressão, determinação do número de Reynolds, experiência de Torricelli, determinação de viscosidade, determinação de perda de carga em tubos, estudo de vertedores, ensaio de tubo de Pitot, estudo de bocais e orifícios, estudo de corpos flutuantes, medição de vazão em canais, estudo de escoamento em canais, ressalto hidráulico, determinação de curvas características de bombas centrífugas, análise da estabilidade de corpos flutuantes, estudos de tratabilidade de águas e simulação de operação de centrais hidroelétricas.

Além das atividades didáticas, o Laboratório de Hidráulica apoia vários projetos de pesquisa, citando-se estudos realizados para Furnas S.A., Cepel-Eletrobrás, Betta Hidroturbinas, e outras entidades.

 

Laboratório de Materiais de Construção e Concreto


Este laboratório possui equipamentos necessários ao controle tecnológico e à caracterização física e mecânica dos diversos materiais empregados na construção civil, tais como: madeira, cimento, agregados, aço, concreto, materiais compósitos e materiais cerâmicos, bem como para o ensaio de elementos estruturais constituídos por estes materiais.

Os alunos da Seção de Engenharia de Fortificação e Construção do IME, da graduação e da pós-graduação, utilizam o laboratório em trabalhos complementares das diversas disciplinas, nas atividades de iniciação à pesquisa, nos projetos de fim de curso e nas dissertações de mestrado. Além destes, alunos de pós-graduação em Engenharia de Materiais e de Engenharia de Defesa do IME e de graduação e pós-graduação em engenharia civil de outras instituições de ensino, tais como UFRJ, UFF, UERJ, PUC-RJ, também desenvolvem trabalhos de pesquisa neste laboratório. 

Os principais equipamentos disponíveis são: quatro máquinas universais de ensaio com capacidades de 1000 kN, 500 kN, 300 kN e 250 kN; três prensas com capacidades de 1000 kN (duas) e 5000 kN, três atuadores hidráulicos para ensaios estáticos e dinâmicos em uma placa de reação de 16 m2, com capacidades de 1000 kN (dois) e 50 kN, esclerômetro, ultrassom, computadores para leitura dos dados de ensaio, sistemas de aquisição de dados de instrumentação e dois fornos tipo mufla.

O laboratório também dispõe de um pátio de concretagem.O laboratório recebe investimentos do Exército Brasileiro e de órgãos de fomento para a sua constante modernização em equipamentos e instalações e também é apoiado por empresas privadas, as quais doam materiais para os projetos de pesquisa desenvolvidos, principalmente, na linha de pesquisa Materiais e Estruturas para Infraestruturas de Transportes.


Laboratório de Solos


O Laboratório de Solos dispõe de todos os equipamentos e instalações necessários à realização dos ensaios de caracterização completa, compactação, CBR, adensamento, permeabilidade, cisalhamento direto, compressão diametral, ensaio de compressão triaxial estático, com carga repetida e dispõe de célula triaxial de alta resistência.

As aulas de laboratório das disciplinas Mecânica dos Solos I e II do curso de graduação são ministradas neste laboratório, onde os alunos realizam os ensaios durante os períodos letivos. O Laboratório de Solos tem proporcionado o desenvolvimento de pesquisas para várias dissertações de mestrado do curso de pós-graduação em Engenharia Transportes e de mestrado e doutorado do curso de pós-graduação em Engenharia de Defesa. Na área de concentração Infraestrutura de Transportes tem desenvolvido estudos sobre o comportamento resiliente de solos tropicais em pavimentação rodoviária, agregados artificiais de argila calcinada e comportamento de misturas asfálticas, entre outros. 

O laboratório apoia outras IES, Organizações Militares e Civis, no desenvolvimento de trabalhos de pesquisa de solos, instruções e visitas técnicas. O laboratório dispõe de equipamentos para ensaios de campo: penetrômetro analógico e digital, GPR (Ground Penetration Radar) com duas antenas distintas, sonda inclinométrica com data logger, acessórios para controle de compactação e topográfico e leitora de fibra ótica.


Laboratório de Ligantes e Misturas Betuminosas


O Laboratório de Ligantes e Misturas Betuminosas foi concebido com o objetivo de proporcionar, aos alunos de graduação e de pós-graduação, os mais modernos equipamentos de análise dos materiais empregados em pavimentação asfáltica.

Está capacitado para a realização de todos os ensaios de caracterização dos diversos tipos de ligantes asfálticos convencionais (cimento asfáltico de petróleo, emulsão asfáltica e asfalto diluído) além de estudos e projetos relativos à dosagem e ao comportamento mecânico de misturas asfálticas a frio e a quente e estudos e pesquisas relativas à manutenção e gerência de pavimentos asfálticos.

Entre os principais equipamentos, destacam-se viscosímetros, ductilômetros, fornos, extratores de betume, destiladores, penetrômetros, estufas rotativas, aparelho simulador de tráfego LWT, aparelho de abrasão por via úmida WTAT, compactadores Marshall, prensas, extratores de amostra, banhos-maria, sistema de ensaios triaxiais de carga repetida, dentre outros.O laboratório integra a Rede Temática de Tecnologia em Asfalto, da qual fazem parte as mais importantes universidades brasileiras.


Laboratório de Ferrovias (LABFER)


O LABFER visa atender a necessidade de definir tecnicamente os materiais e equipamentos compatíveis com os novos esforços solicitantes, além de formas eficientes de operar os equipamentos existentes, visando ampliar a capacidade de carga e otimizando o sistema. Isto requer ampliação de pátios de cruzamento e de terminais, aumento da capacidade por eixo, reforço das obras-de-arte e da superestrutura ferroviária, estudo de ligas especiais para  aparelhos de choque e tração, trilhos, rodas e mancais.

O Exercito Brasileiro possui uma grande tradição na implantação de obras ferroviárias, principalmente, construídas pelos 10º e 11º Batalhões de Construção que eram denominados Batalhões Ferroviários até a década de 80. O total de infraestrutura e superestrutura ferroviária construída por esses dois batalhões ultrapassa os 3.000 Km e corresponde a mais de 10% da malha ferroviária brasileira.

Fim do conteúdo da página